Infiltração no joelho com corticoide pode ser prejudicial ?

Infiltração no joelho com corticoide é um procedimento indicado para o tratamento de várias doenças e lesões que ocorrem na articulação do joelho, como por exemplo, para alívio da dor relacionado à artrose do joelho, lesões dos meniscos e também para as chamadas condropatias, que são as doenças da cartilagem articular.

É um procedimento que consiste na aplicação de um corticoide, que é um tipo de anti-inflamatório de longa duração direto na articulação do joelho. A vantagem em relação aos medicamentos de uso oral é que há menor risco de efeitos colaterais com esse procedimento pois há pouca absorção pelo corpo.  Outra vantagem também é que a ação da medicação fica mais concentrada na articulação aumentando os efeitos de melhora da dor e diminuição do inchaço quando comparado com o corticoide ou anti-inflamatórios não hormonal oral (tipo diclofenaco ou nimesulida).

Mas esse procedimento pode prejudicar os joelhos?

O procedimento em si é muito seguro. Existe risco de reações adversas locais sim, como dor ou inchaço no ponto da aplicação, mas reações mais graves são extremamente raras. Entretanto as consequências no longo prazo da infiltração do joelho com corticoide podem ser prejudiciais sim. Isso se utilizado indiscriminadamente, ou melhor, por repetidas vezes em intervalos regulares.

Foi o que mostrou um estudo publicado em revista de altíssimo impacto (Jama) em 2017.

Nesse estudo, os pacientes foram divididos aleatoriamente em 2 grupos em que foi realizado infiltração no joelho com: 1- corticoide intra-articular (Triancil) ou 2- solução salina (soro fisiológico – placebo) a cada 3 meses por um período de 2 anos..

E qual foi o resultado desse estudo?

MAIOR DESGASTE DA CARTILAGEM do joelho no grupo que recebeu infiltração com corticoide e SEM DIFERENÇAS NA MELHORA DA DOR (no período final do estudo) entre os pacientes que receberam corticoide em comparação com aqueles que receberam o placebo na infiltração do joelho.

Mas como assim? Nem a dor melhorou no grupo submetido ao corticoide?? Sim, isso mesmo..

E por que a dor não melhorou com o corticoide nos 2 anos de uso?

Aparentemente, a melhora da dor na artrose ocorre com corticoide SOMENTE NO CURTO PRAZO, ou seja, até as primeiras 6 semanas após 1 único uso, conforme demonstrou outro estudo importante (este publicado na Cochrane em 2015).

E por quê o corticoide não teve o resultado esperado por mais tempo?

Vou explicar melhor.. A causa da dor na artrose ocorre por muitos motivos. O corticoide é um tipo de anti-inflamatório e se limita a melhorar o componente de inflamação da dor na artrose. Ou seja, diminuída a “causa inflamatória da dor”, as infiltrações subsequentes tornam-se tão ineficazes quanto infiltrar soro no joelho.

No entanto, existem outras causas da dor na artrose que continuam “descobertas” mesmo com o uso do corticoide:

– desgaste da cartilagem expondo o osso subcondral (quando está “osso com osso”)

– edema da medular óssea (aumento da pressão intraóssea)

– dor neuropática (complexo de explicar aqui, mas é como se artrose causasse uma hipersensibilidade nos nervos do corpo)

Conclusão

O uso excessivo da infiltração no joelho com corticoide para tratar problemas nos joelhos deve ser evitado. É um procedimento que auxilia no tratamento da inflamação e dor persistentes causadas pela artrose de joelho, porém com o objetivo de alivio de sintomas somente no curto prazo.

A palavra de ordem aqui é usar com cautela e moderação. Deixe seu comentário e fico à disposição para tirar suas dúvidas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa informação!