Lesão do Ligamento Cruzado Posterior

O LIGAMENTO CRUZADO POSTERIOR (LCP) assim como o LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR (LCA) é uma fita de tecido resistente que serve para estabilizar o osso da tíbia (perna) em relação ao osso do fêmur (coxa).

O Ligamento Cruzado Anterior é bem mais conhecido e guarda algumas semelhanças com o Ligamento Cruzado Posterior, mas para facilitar o entendimento, vou mostrar aqui as diferenças e pontos em comum entre esses 2 ligamentos.

Entenda suas diferenças em relação ao Ligamento Cruzado Anterior:

1- Assim como LCA, o LCP cruza a articulação ligando o femur à tíbia, porém numa posição que fica mais na parte de trás do joelho.

2- O LCP serve para “segurar” o movimento para trás da tíbia em relação ao femur. Quando o LCP rompe, a tíbia literalmente sofre uma queda para trás.

3- O LCP é mais resistente que o LCA e por isso sua lesão ocorre em traumas de maior energia, como por exemplo acidentes automobilísticos.

4- É mais comum romper o LCP em acidentes de carro e moto e menos frequentemente durante a prática esportiva, como é o caso do LCA. Sua lesão clássica é conhecida como trauma do painel num acidente de carro (pancada na parte da frente do joelho, empurrando-o para trás). Nesse caso, esse movimento brusco para trás causa a ruptura do Ligamento Cruzado Posterior.

Continuação..

5- a indicação de tratamento tende a ser mais conservadora (através de fisioterapia e fortalecimento muscular) e menos cirúrgica em relação ao LCA, principalmente quando a sua lesão é isolada (sem outros ligamentos rompidos em conjunto).

6- quando necessária, a cirurgia de reconstrução do LCP é mais complexa e com maior riscos em relação a reconstrução do LCA. Os nervos e vasos mais importantes da perna passam muito perto do LCP. É preciso muito cuidado durante a cirurgia para evitar a lesão dessas estruturas vitais! Existem várias maneiras e abordagens em que podemos minimizar esses riscos durante a cirurgia!

7- o pós-operatório da cirurgia do LCP também é mais difícil, sendo sempre necessário uso de imobilizador e sem dar carga por mais tempo que o LCA. O imobilizador (joelheira) pode ser utilizado por até 3 meses após a cirurgia do LCP, enquanto que a cirurgia do LCA pode até dispensar imobilização no pós-operatório. O retorno ao esporte demora mais também, em geral perto de 1 ano após a cirurgia. 

Espero que tenham gostado do conteúdo! Fico à disposição para comentários e dúvidas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa informação!