A prática de natação pode provocar dor no joelho ?

Benefícios da natação

A natação é uma atividade física considerada das mais seguras em relação ao risco de lesões e é frequentemente indicada como parte do tratamento e prevenção de problemas articulares. As razões para isso já estão muito bem estabelecidas para tratamento de patologias do joelho como a artrose e condropatia e guardam relação com o efeito hidrostático da água minimizando a carga do corpo sobre as articulações e pela sua resistência potencializando o fortalecimento muscular.

natação e dor no joelho

Por que então a prática desse esporte pode ser fonte de lesões e dor?

Apesar de soar paradoxal, a natação pode ser sim um remédio amargo como qualquer outro esporte, mesmo os de baixo impacto. Devido ao excesso de movimento repetitivo, as lesões crônicas por sobrecarga podem aparecer no atleta de elite pelos treinos exaustivos e no atleta amador/recreacional principalmente relacionada a erros técnicos. 

Veja abaixo algumas características da dor e lesões no joelho relacionadas à prática de natação:

  • As lesões mais comuns são as por sobrecarga devido ao excesso de movimento repetitivo.
  • O joelho é a 2ª articulação mais envolvida por dor e lesão relacionada à natação, somente ficando atrás da articulação do ombro.
  • O tipo de nado que mais gera lesão é o PEITO. Essa condição é conhecida por “breaststroker’s knee” e GERA 5 VEZES mais lesões no joelho do que as outras modalidades.
  • As lesões mais frequentes encontradas no joelho são: sinovite medial, dor por tração do ligamento colateral medial, inflamação e espessamento da plica sinovial medial e dor femoropatelar. Observe que essas lesões são bem mais frequentes na região medial (lado interno do joelho), e sua ocorrência tem relação mais frequentemente com o nado do peito pela razão que vamos ver adiante.
  • O crawl e o estilo livre são as modalidades que geram menos lesões e dor.

Tratamento dessas lesões

A boa notícia é que essas lesões raramente implicam na suspensão do esporte. Como regra geral, o tratamento deve envolver reabilitação muscular, adequação do volume de treino, e o principal que é a correção da técnica do nado. 

No caso do peito, que é a modalidade que provoca de longe a grande maioria das lesões na articulação do joelho, o principal vilão é o movimento de impulso com o chute das pernas que é feito com o quadril em abdução e o joelho em valgo (coxas e pernas para fora), o que gera stress medial (lado interno) do joelho por tração repetitiva das estruturas que estão localizadas nessa região.

Veja abaixo um exemplo de como diminuir a sobrecarga na articulação do joelho durante o nado do peito. Um pequeno detalhe pode ser importante na correção do gesto esportivo, por isso uma boa orientação de técnica de nado torna-se necessária.

Deixe seu comentário ou dúvida aqui que terei o prazer de responder!

10 respostas

  1. Olá! Boa noite
    Tenho edema osseo subcondral ostrocondropatia patelar e alteração degenerativa no corpi e corno posterior do menisco. Tenho do intensa ao subir e descer escadas. Nado há 25 anos, 1500 m por dia. Posso continuar nadando?

    1. Olá Maria de Fátima! Obrigado pelo interesse no meu artigo! Sim, com certeza que você tem que continuar nadando mesmo tendo todas as alterações que você citou. A nataçõo é uma atividade de baixo impacto e vai ajudar bastante para melhorar suas dores dos joelhos! Continue se dedicando e boa sorte !

    1. Olá Leonardo! Obrigado pelo interesse no artigo! Uma cirurgia dois anos atras, não precisa de restrições para natação não ! Caso sinta algum sintoma para o nado do peito, é interessante procurar uma avaliação medica para avaliar melhor seu caso! Se precisar , pode contar comigo! Abraços

  2. Boa noite , estou com condropatia de joelho leve , mas fiz alguns exercícios de jump, e estou com muita então parei não sabia ser contraindicado, será que posso fazer natação ou devo parar totalmente os exercícios

    1. Olá Tatiana! Obrigado pelo interesse no artigo que escrevi! Se a dor não é de grande intensidade (numa escala de 0 – 10, uma dor 2 ou 3), e não está inchado, pode fazer natação sim. A natação inclusive vai ajudar a tratar o seu joelho. Se precisar, também pode contar comigo! Boa sorte ! Fernando

    1. Bom dia Cristiane! Obrigado pelo interesse no meu artigo! Se for uma lesao grau 2 do ligamento colateral medial é importante que nao pratique natação nas 6 primeiras semanas após a lesao e depois disso, pode começar a fazer natacao mas por mais 6semanas sem fazer o movimento do nado de peito na perna, para evitar movimento de rotação que possa “estressar” o ligamento. Depois disso, vida normal. Mas o ideal mesmo é passar em consulta para avaliar o seu caso direitinho. Fico a disposição, boa recuperacao. Abraços

  3. Boa tarde sou professor de natação e tenho uma aluna com a patela lateralizada e gostaria de saber se é conta indicado o nado peito, ela não sabia e estou a ensinando, porém a mesma ja reclamou de estralar o joelho com pequena dor.
    Obrigado pela atenção.

    1. Olá Ramillo! Obrigado pelo interesse no artigo! O fato da sua aluna ter a patela lateralizada não deve ser nenhuma contraindicação para qualquer tipo de nado da natação. Porém, essa característica dela aumenta a probabilidade de dores na região frontal do joelho relacionados por exemplo ã condromalacia patelar e também um risco aumentado de luxação da patela. De qualquer maneira, se ela está tendo dor, o importante é fazer em paralelo à natação, o fortalecimento de músculos como o quadríceps e os glúteos, principalmente. Espero ter ajudado e boa sorte para ela nos treinos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa informação!